Postado em 29 de Julho às 11h38

Enxadrista de Florianópolis conquista título de Mestre Nacional (MN) aos cinco anos

Destaques no Brasil (21)
Federação Catarinense de Xadrez - FCX Aos cinco anos, 11 meses e seis dias, Kim Paul Mariani conquistou o título de Mestre Nacional (MN) após vencer a categoria Pré-escolar do Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar. O...

Aos cinco anos, 11 meses e seis dias, Kim Paul Mariani conquistou o título de Mestre Nacional (MN) após vencer a categoria Pré-escolar do Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar. O torneio foi realizado de forma online na plataforma Lichess neste sábado (25). O título já está homologado na página da Confederação Brasileira de Xadrez (CBX): https://bit.ly/2P2aVcy

Kim somou cinco pontos em 10 rodadas perdendo a última partida por problema na conexão da internet. Até o quarto ano do ensino fundamental as crianças jogam entre meninos e meninas sem separação de idade. Ou seja, Kim enfrentou jogadores mais velhos que ele para conquistar o título.

O pequeno enxadrista mora em Palhoça e aprendeu a jogar aos dois anos com os pais que também são Mestres Nacionais, Daniel Brandão Mariani e Amanda Paul Dull, ambos professores e atletas da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Florianópolis. “Kim joga em três sites (lichess, chess.com e chesskid.com) e utiliza os exercícios que os sites oferecem. Também treina com livros de tática principalmente em programas como o chessimo. Tem atividades conosco diariamente além de acompanhar algumas aulas que damos”, destaca a MN Amanda Paul Dull. 

Amanda destaca que a conquista é significativa, mas o esforço empreendido no processo tem mais valor como crescimento, já que os benefícios do xadrez ajudam as pessoas como um todo. “Sobre influenciar outras crianças, é positivo ele ter outras crianças por perto competindo paralelamente (como o Luca, que disputa o sub 8 em Florianópolis e foi campeão do primeiro ano. Um inspira e provoca o outro a evoluir também. Nas palavras do Kim ele disse que está feliz e que ganhar o titulo é como segurar muitas coisas ao mesmo tempo. Achamos que ele só vai ter dimensão disso quando for mais velho, por isso buscamos estímulos diferentes daqueles puramente competitivos”, destaca Amanda. 

Estudos em casa e conquistas 

Kim ainda não pôde entrar no primeiro ano pela idade, então tem aulas em casa de matemática, geografia, português, historia e biologia onde tem também a sua paixão por animais. Também aprende música e outras línguas. O enxadrista acompanha os pais no torneio, então já está habituado com os ambientes de competições. “Até a pandemia chegar ele estudava no colégio Maria Montessori, adeptos da pedagogia que tentamos adotar desde a primeira infância”, destaca Daniel.

Entre as principais conquistas de Kim foi ganhar o título do Circuito Escolar de Florianópolis (sub 8), em 2019, somando 22 pontos de 24 possíveis. Também foi vice-campeão brasileiro escolar em 2019, Campeão Sub 8 de blitz e Sub 6 de Rápido Catarinense. Em 2018, com quatro anos, foi campeão Sub 6 do Circuito Escolar em Florianópolis.

Texto e fotos: Liziane Nathália Vicenzi - Jornalista - MTB 6142 - Assessoria de Comunicação FCX

  • Federação Catarinense de Xadrez - FCX -
  • Federação Catarinense de Xadrez - FCX -

Veja também

Enxadristas reclamam a redução de finalistas no JUB's21/10/12 Entregue ao Diretor de Xadrez da CBDU - Confederação de Desportos Universitários, Renato Gino Genovesi, pleito coordenado pelo técnico da Federação Catarinense de Desportos Universitário - FCDU, Gilson Chrestani, que foi assinado por representantes de 20 estados do Brasil reivindicando o retorno dos 3 atletas no M e 3 no F representantes de cada estado para final dos......

Voltar para (Novidades)

FCX - Federação Catarinense de Xadrez
R. Comandante José Ricardo Nunes, 79, Capoeiras, 88070-220, Fpolis/SC