Postado em 26 de Outubro de 2022 às 18h19

Catarinense Renato Vailon conquista título de Árbitro FIDE

Destaques em S.Catarina (90)
Federação Catarinense de Xadrez - FCX A FCX parabeniza a conquista de Renato Vailon, de Itá, que é professor, jogador e árbitro de Santa Catarina que conquistou a titulação de Árbitro FIDE (AF) nesta...

A FCX parabeniza a conquista de Renato Vailon, de Itá, que é professor, jogador e árbitro de Santa Catarina que conquistou a titulação de Árbitro FIDE (AF) nesta semana. Renato participou do Seminário de Árbitros FIDE em junho e foi aprovado nas provas, além de apresentar todas as comprovações para o avanço na titulação. Confira entrevista e desde já parabenizamos a conquista do catarinense! 

Como aprendeu a jogar xadrez?

Em 1998 no colégio estadual Professora Geni Comel, em Chapecó, nas aulas de educação física.

Quais foram os primeiros torneios nos quais participou como jogador?

O municipal escolar de Chapecó, depois de começar a treinar no Clube de Xadrez de Chapecó. Meu primeiro torneio foi uma semifinal de estadual, em 2000 na cidade de Brusque.

Quando e como começou a sua carreira na arbitragem?

Em 2011 nos Jogos Escolares de Santa Catarina (JESC), na época ainda por equipes na cidade de Pinhalzinho.

Como concilia a arbitragem com a sua profissão atual?

Sou funcionário público municipal, então vou encaixando dias de folgas, férias e trocas de dias trabalhados fora do horário normal.

Quais foram os torneios como árbitro mais marcantes da sua vida?

Floripa Chess Open e os demais torneios do Festival. São vários ritmos e para um árbitro em formação é um evento fantástico, traz muito aprendizado.

Quando decidiu que gostaria de avançar na carreira de arbitragem e por que?

Foi a partir da participação como árbitro nos JESC, foi uma experiência legal, e com incentivo de outros grandes árbitros que trabalhei e sempre incentivaram a buscar crescer na carreira, como Kaiser Mafra, Carlos Calleros, Luciano Rietter. Mas, o divisor foi trabalhar com o Árbitro Internacional Cleber Padoin nos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) de 2018. Após conversar com ele, decidi focar na arbitragem.

O que essa conquista de AF representa em sua vida?

Representa a realização de um sonho. Em 2018 tracei um objetivo, uma meta, e em 2022 ela está concluída.

Quais conselhos daria para quem está iniciando na arbitragem e deseja seguir carreira?

Estudar sempre, porque as regras sempre são atualizadas e é importante conhecer.

Quais são os seus próximos objetivos na arbitragem?

Buscar o título de Árbitro Internacional (AI), e arbitrar mais torneios importantes para crescer na carreira.

  • Federação Catarinense de Xadrez - FCX -
  • Federação Catarinense de Xadrez - FCX -

Veja também

Xadrez Catarinense concorre ao Troféu Guga Kuerten 201609/03/17 Os enxadristas e técnicos catarinenses estão novamente na final da premiação do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte edição 2016. A cerimônia de entrega será realizada no dia 14 de março no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis. A solenidade estava marcada para o dia 30 de novembro, mas foi suspensa em decorrência do......
3º Floripa Chess Open reunirá mais de 370 enxadristas para a disputa de R$ 22 mil reais12/01/17Enxadristas na capital: Evento contará com a presença de jogadores titulados nacionais e internacionais FCX - Mais de 370 enxadristas estarão reunidos na capital do estado catarinense entre os dias 20 a 26 de janeiro para a disputa da terceira edição do “Floripa Chess Open 2017”. O evento ocorrerá no centro de......

Voltar para (Novidades)

FCX - Federação Catarinense de Xadrez
R. Comandante José Ricardo Nunes, 79, Capoeiras, 88070-220, Fpolis/SC